Kiko, um patinho que não respeitava regras!


(Fonte da imagem: Google!)

Kiko, um patinho que não respeitava regras!

Num belo rio vivia Kiko, juntamente com sua família e amigos. Era um rio muito extenso e as regras por lá eram simples, para que nenhum dos patos menores passassem da linha limite. Pois logo depois dessa linha, havia uma correnteza enorme e era muito perigoso para os menores que ainda não sabiam se proteger.

O chefe dos patos falou:

- Obedeçam nossas regras, pois se um de vocês passarem da linha, será muito difícil de alcançá-lo, pois a correnteza é forte e rapidamente o levará para muito longe, ficando impossível de ajudá-lo.

Todos os patinhos aceitaram as regras e perceberam o perigo que seria descumpri-la. Porém Kiko não aceitou e falou para seus amigos que iria atravessar a linha para ter certeza se tudo que falavam era verdade.

- É muito perigoso, você pode se afogar com a correnteza forte. (falaram os patinhos)

- Eu irei de barco! Vou remar forte e a correnteza não irá me atrapalhar. Preciso ter certeza se esse rio é tão perigoso quanto falam.

- Mais Kiko, regras servem para serem cumpridas, não devemos desobedecer!

- Para mim não existem regras, faço o que quero! Amanhã pela manhã logo cedo pegarei o barco, antes que todos se acordem e irei ultrapassar a linha. Depois conto a vocês como foi.

No dia seguinte Kiko acordou logo cedo, pegou o barco e começou a remar até passar da linha limite, ao passar, a cada remada que dava ele percebia que a velocidade aumentava, mas não ligou, pois tinha certeza que daria para controlar com os remos. Porém, em certo momento a correnteza estava muito rápida, Kiko tentava controlar seu barco, perdeu os remos e seu barco virou!

Ele tentou nadar, porém não tinha força o suficiente para vencer a velocidade da água do rio. Já estava perdendo as esperanças, quando enfim sentiu algo lhe puxando da água. Era o pato chefe, que soube o que Kiko estava querendo aprontar. Quando ficou sabendo, rapidamente chamou alguns dos patos mais velhos e juntos nadaram o máximo que podiam até chegarem em Kiko a tempo de salvá-lo.

O pato chefe ficou furioso e disse:

- Kiko, você poderia ter se afogado se não fosse seus amigos que tivessem contado para mim o que estava querendo fazer. Regras servem para serem cumpridas, elas servem para o nosso bem. Espero que você tenha aprendido a lição!

- Aprendi sim senhor! Eu não acreditei em vocês e quase me afoguei. Peço desculpas pela minha desobediência e prometo que de agora em diante para mim regra será LEI!

((Crianças, obedeçam os mais velhos, pois tudo que eles falam é sempre para o nosso bem!))

Por Minéia Pacheco!

6 comentários:

  1. Vim agradecer sua visita, obrigada, espero que volte mais vezes, serás um prazer te receber novamente.

    Um encanto seu espaço.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  2. Oi!!! Vim conhecer o seu espaço. Muito legal este conto! Adorei!
    Obrigado por sua visita lá no blog.
    Beijinhos,
    Regina

    ResponderExcluir
  3. Muito legal e sabes,já tinha comentado aqui essa historia e pelo visto, não entrou...Coisas da internet!beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Coisas lindas vamos lendo e aprendendo uns com os outros. Gostei de seu blog e de suas postagens. Vou ser seu seguidor
    Conheça os meus em:
    www.congulolundo.blogspot.com
    www.queriaserselvagem.blogspot.co

    Muita saúde e um abração

    ResponderExcluir
  5. Minpeia,que fofo esse patinho!Uma linda história com uma grande liçao!Adorei te visitar,amiga!Bjs,

    ResponderExcluir
  6. Minéia, gostaria de receber por email a história do Kiko, um patinho que não respeitava regras.
    geiceferrari@yahoo.com.br
    Adorei sua page!
    Obrigada!

    ResponderExcluir

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.(Antoine de Saint-Exupéry)

...Agradeço a visita e o comentário!...

Volte sempre!

Beijinhos, Minéia Pacheco

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Contos para criança ler, ouvir e sonhar! © Desenvolvido por Elaine Gaspareto