• 26
    MAI

    A MENINA QUE NÃO GOSTAVA DE DIVIDIR!



    (Fonte da imagem: Google!)

    A menina que não gostava de dividir!


    Todos os dias Marina saía com sua mãe no final da tarde para ir brincar com seus amigos no parque. Quando encontrava com eles ficava super feliz e saía correndo, queria começar logo as brincadeiras do dia.

    Porém, as crianças do parque não gostavam muito de Marina, porque ela era muito briguenta e egoísta. Não dividia seus brinquedos com ninguém e brigava até alguém desistir de pegá-los. Todas as crianças daquele parque dividiam seus brinquedos, ela brincava com todos, mas quando era para dividir o seu, a briga era grande! Brigava tanto que a brincadeira acabava e todos iam para casa chateados com sua atitude.

    Essas atitudes de Marina faziam com que seus amigos se distanciassem, quando eles a viam chegar tentavam se esconder ou fingir que não tinham visto. Eles ficavam tristes agindo assim, mas o que poderiam fazer, se a culpa era dela?

    Com um tempo, Marina passou a perceber a indiferença de seus amigos com ela, foi ficando triste e desanimada para ir brincar no parque, quando ia, queria voltar logo para casa. Sua mãe percebendo que havia algo de errado perguntou:

    - Marina, o que anda acontecendo que você está tão triste, sem querer brincar no parque?

    -Não é nada mamãe! (respondeu Marina)

    A mãe de Marina não confiou na resposta de sua filha, foram para casa e no dia seguinte Marina não quis ir ao parque, então sua mãe a deixou em casa com sua avó e foi ao parque conversar com os amigos de sua filha para saber o que estava acontecendo, chegando lá os chamou para conversar:

    -Olá, tudo bem? Sou a mãe de Marina e gostaria de saber o que anda acontecendo aqui no parque, pois minha filha amava brincar com vocês e agora ela só quer ficar em casa. Está acontecendo alguma coisa?

    Os amigos se entreolharam e Tobias falou:

    - O que está acontecendo é que Marina é muito briguenta e egoísta, nós não gostamos de crianças assim, todos nós brincamos dividindo nossos brinquedos e ela não sabe dividir, briga com qualquer pessoa que queira pegar seus brinquedos. E por isso, não brincamos mais com ela.

    - Não sabia que minha filha era assim!

    - Ela só quer saber de pegar os brinquedos das outras crianças, mas os seus ninguém pode tocar! (Falou Sofia)

    - Tudo bem, agora que já sei qual é o problema vou tentar resolvê-lo. Obrigada por me falarem a verdade!

    A mãe de Marina foi para casa e ao chegar chamou sua filha para ter uma conversa muito séria.

    - Marina minha filha, quando brincamos em grupo devemos saber dividir nossos brinquedos, não é certo apenas querer brincar com os brinquedos dos amigos, temos que compartilhar o nosso com os demais também.

    - Mamãe, se eu for dar algum brinquedo aos meus amigos eles irão sujá-lo e pode até quebrá-lo, tenho tanto cuidado com eles, não quero que outras crianças o peguem.

    - Marina, não devemos pensar assim, temos que saber compartilhar. Tenho certeza de que seus amigos não irão sujar ou até mesmo quebrar seus brinquedos, eles irão tratar muito bem deles. Se você continuar a pensar assim, irá acabar sem amigos, pois para ter uma amizade é necessário saber dividir!

    - Tudo bem mamãe, amanhã vou ao parque e dividirei meus brinquedos com outras crianças. Não quero ficar sem amigos.

    - Muito bem filha!

    No dia seguinte Marina foi ao parque, chegou perto de seus amigos e perguntou quem queria brincar com sua boneca preferida, as crianças riram e abraçaram-na, pois agora ela tinha entendido que para se ter amigos é preciso sempre compartilhar, dividir!

    ((Crianças devemos SEMPRE saber dividir e compartilhar com nossos amigos!))

    Por Minéia Pacheco!

    Avatar








    MINÉIA PACHECO
    Escritora



  • ANUNCIE AQUI




    PARA PENSAR

    Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas, muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão do mundo...
    (Fanny Abramovich)





    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.