• 18
    JUN

    MARIA E PEDRINHO!



    (Fonte da imagem: Google!)

    Maria e Pedrinho!

    A história de Maria e Pedrinho começa desde que eles eram bem pequenininhos, se conheceram na escola onde estudavam, ambos tinham apenas dois aninhos e era o primeiro ano deles na escola. Assim que se viram foram logo brincando, rindo e desse dia em diante, nunca mais se largaram!

    A amizade foi crescendo, crescendo e sempre juntos estudaram... Quando não tinham aula, davam sempre um jeitinho para ficarem juntos. E assim os anos foram passando, quando ambos já estavam com seus cinco anos, o pai de Pedrinho chega em casa falando que havia sido transferido para ir trabalhar em outra cidade... Pedrinho não aceitou ter que se separar de sua amiga Maria e chorou muito...

    No outro dia na escola ele estava muito triste pelos cantos da sala e Maria foi lá conversar com ele:

    - Pedrinho, está acontecendo alguma coisa? Você está tão estranho hoje!

    Pedrinho não respondeu, sua reação foi de apenas chorar, e chorou muito...

    Maria ficou muito preocupada e mesmo sem saber o motivo de tanto choro, também chorou junto de seu amigo. Com um tempo, ambos foram se acalmando e então Pedrinho falou:

    - Meu pai será transferido para outra cidade e vamos todos nos mudar para bem longe daqui, não quero ficar longe de você!

    - Não acredito Pedrinho!! Você vai me deixar?? (falou Maria)

    - Nunca irei deixar você, vamos comigo?

    - Não posso, meus pais não deixariam...

    - Temos que arranjar alguma solução para nosso problema, em breve iremos nos mudar e até lá, teremos que planejar algo. (Falou Pedrinho)

    - Pedrinho, isso não é certo! Não podemos planejar nada, somos crianças totalmente dependentes dos nossos pais, temos que segui-los para onde eles forem. A vida é assim mesmo, temos que aceitar!

    Pedrinho voltou para casa muito triste naquele dia, mais do que já estava...

    - Realmente (ele pensou), Maria está certa, tenho que seguir meus pais e aceitar essa grande mudança. Irei sentir muitas saudades da minha amiga, mas um dia voltarei!

    Os dias foram passando e então chegou o grande dia da partida de Pedrinho, os amigos
    da escola haviam preparado uma festa de despedida para ele, depois da festa ele partiu com sua família, antes de ir, foi falar com Maria que estava chorando muito:

    - Não chore, um dia voltarei... Nossa amizade nunca terá fim!

    Passaram-se anos, até que um dia Pedrinho volta a sua tão querida cidade, e ao chegar lá, a primeira pessoa que procurou foi sua querida amiga Maria, que agora estaria com seus dez anos... Chegando à rua em que ela morava, de longe a viu brincando com outros amigos, e gritou:

    - Maria, voltei!

    Ela reconheceu a voz, olhou e viu seu tão querido amigo, saiu correndo e foi abraçá-lo!

    Pedrinho então falou:

    - Eu te falei que voltaria!

    - Que bom te ver aqui novamente, você veio de vez? (Perguntou Maria)

    - Sim, meu pai foi transferido novamente para esta cidade e agora ninguém mais o tira daqui!

    - Que bom!

    Pedrinho e Maria voltaram a sorrir, a brincar, como se nunca tivessem se separado, pois amizade verdadeira, tempo nenhum acaba!!

    ((Crianças, valorizem seus amigos e sejam amigos de VERDADE!))

    Por Minéia Pacheco!

    Avatar








    MINÉIA PACHECO
    Escritora



  • ANUNCIE AQUI




    PARA PENSAR

    Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas, muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão do mundo...
    (Fanny Abramovich)





    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.