O que realmente importa!


(Fonte das imagens: Google!)

O que realmente importa!

Jonas era um garoto que tinha sempre tudo que desejava, pois, seu pai sempre lhe dava tudo que pedia e não lhe faltava nada. Quando via algum comercial de brinquedos novos, ele esperava seu pai voltar do trabalho e assim que ele chegava, corria ao seu encontro e fazia o pedido e a resposta sempre era positiva.

Jonas tinha um grande amigo na escola, Beto, eles brincavam sempre juntos e na hora do recreio como Beto não ganhava muitos brinquedos do pai, quanto Jonas, todos os dias ele levava para a escola o mesmo carrinho, então, um dia Jonas falou:

- Beto, você não tem outro brinquedo não? Todo dia é o mesmo!

E Beto respondeu:

- Não, tenho apenas esse carrinho mas não ligo, gosto muito dele!

- E você não abusa em brincar com ele todos os dias? (Perguntou Jonas)

- Claro que não, todos os dias eu e meu pai brincamos com ele e a cada brincadeira nossa, sinto que esse meu carrinho está cada vez mais novo, pois nos divertimos muito com ele. (Respondeu Beto)

Jonas ficou pensativo por alguns minutos e perguntou:

- Você e seu pai brincam juntos?

- Claro que sim, todos os dias! (Respondeu Beto)

- Todos os dias? (Perguntou Jonas surpreso)

- Sim, todos os dias ao chegar em casa depois do trabalho meu pai tira uma horinha para brincar comigo, para mim, é o melhor momento do meu dia! E você brinca muito com seu pai?

Jonas não respondeu a pergunta do seu amigo, ficou calado...

- Jonas, o que houve? Está tudo bem? (Perguntou Beto preocupado)

- Está tudo bem sim... Vamos que já está na hora de irmos para casa!

Jonas foi para casa de cabeça baixa e pensativo, falando consigo mesmo:

- Por que eu e meu pai nunca brincamos juntos?

E teve uma ideia:

- Hoje assim que meu pai chegar do trabalho, irei chamá-lo para brincarmos juntos com meu novo conjunto de carrinhos!

E foi para casa feliz e muito ansioso para que seu pai chegasse logo... O tempo passou e enfim ele havia chegado em casa, correu ao seu encontro e falou:

- Pai, vamos brincar lá no meu quarto com aquele conjunto novo de carrinhos?

Jonas esperava uma resposta positiva de seu pai, aliás, ele nunca havia negado nada ao filho, é claro que ele iria brincar, porém...

- É claro que não irei brincar, você pensa que tenho tempo para isso? Porque você acha que sempre te dou tudo que me pede... Para poder me deixar em paz e ir brincar sozinho!

Jonas ficou muito triste e decepcionado com a resposta de seu pai, correu para seu quarto e foi chorar... Chorou muito! Tudo o que ele queria naquele momento era poder brincar com ele! De que adiantava tantos brinquedos naquele quarto?

E pensou em seu amigo Beto e seu único carrinho, o quanto ele era feliz brincando todos os dias com seu pai, e não se importava em ter outros brinquedos... Enquanto ele com tantos, mas sem a presença do pai para com ele brincar.

E naquele mesmo dia Beto aprendeu uma grande lição, o que realmente importava não era a quantidade de brinquedos que cada criança tinha, e sim, o prazer de ter nosso pai brincando com a gente. E a partir daquele momento, ele deixou de lado todos eles e não mais pediu brinquedos novos ao seu pai.

Percebendo que o filho andava um pouco triste e cabisbaixo, o pai foi falar com ele:

- O que anda acontecendo com você, filho? Nunca mais você me pediu algum brinquedo novo e não ti vi mais brincando com os seus.

- Eles não me interessam mais. (Falou Jonas)

- Por quê? (Perguntou o pai)

- Porque papai o que realmente quero é ter você aqui brincando comigo, não quero saber mais dos meus brinquedos, só de você!

- Mas filho você sabe que trabalho tanto, chego tão cansado em casa e tudo o que quero é poder descansar.

- Papai, te peço, tenha um tempinho para mim... Preciso tanto de você!

Ao ouvir o apelo do filho, o pai encheu os olhos de lágrimas, percebendo o quanto o filho precisava dele, o abraçou e prometeu dedicar mais tempo do seu dia para estar com ele, só os dois!



E daquele dia em diante os dois passaram a brincar todos os dias e a se divertirem muito, pois aprenderam que não importa os presentes recebidos, e todos os gostos serem atendidos, se não tiverem tempo e amor para dar um ao outro, tudo isso, de nada valeria!

((Esse recadinho é para os pais... Brinquem mais com seus filhos, estejam mais presentes na vida deles e tenham um lindo DIA DOS PAIS!))

Minéia Pacheco!

3 comentários:

  1. É um recado muito importante, pois muitos pais acabam suprindo toda a necessidade material dos filhos e esquecem do mais importante, demonstrar com atitudes o amor.
    Um beijo,
    Lu

    ResponderExcluir
  2. Emocionante e muito lindo e esse recado é precioso!beijos e um lindo fim de semana,chica

    ResponderExcluir
  3. Parabéns. Gostei muito do seu trabalho.

    ResponderExcluir

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.(Antoine de Saint-Exupéry)

...Agradeço a visita e o comentário!...

Volte sempre!

Beijinhos, Minéia Pacheco

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Contos para criança ler, ouvir e sonhar! © Desenvolvido por Elaine Gaspareto