• 16
    AGO

    RITA E SUA NOVA DESCOBERTA!



    (Fonte das imagens: Google!)

    Rita e sua nova descoberta!

    Rita tinha em sua casa uma enorme coleção de livros, amava poder lê-los e sempre que via na livraria algum lançamento já queria comprar. A estante do seu quarto já não cabia tantos livros e a sua mãe já não sabia o que fazer com todos eles.
    Rita tinha um grande defeito, apesar de amar a leitura dos livros só os lia uma única vez, quando sua mãe reclamava sempre falava:

    - Mas mamãe, não tem graça ler o mesmo livro mais de uma vez!

    - Rita, é claro que vale a pena ler um livro mais de uma vez, só assim fixamos melhor a história em nossa cabeça.

    - Não preciso ler mais de uma vez... Aprendo rapidinho!

    O tempo foi passando e a coleção de livros foi aumentando cada vez mais, até que um dia a sua mãe teve uma brilhante ideia!

    Próximo onde moravam havia um hospital público e dona Cida (mãe de Rita) resolveu ir lá fazer uma visitinha com sua filha... Ao chegarem foram diretamente ao setor infantil e andaram pelo hospital visitando os leitos das crianças que estavam internadas. Rita não estava entendendo nada e perguntou a sua mãe o porquê daquela visita, porém ela não lhe respondeu!

    Ao chegarem a um determinado quarto, o de um garotinho, a mãe de Rita sentou-se ao lado dele, abriu a bolsa, pegou um dos livros da filha e começou a contar uma linda história...




    Aquela criança que ouvia a história lida com tanto carinho e ternura mudou seu ar de cansada e abatida para uma expressão de encantamento no olhar. Rita observava tudo e ficou fascinada com a cena que estava acontecendo naquele quarto de hospital.

    Ao terminar a história dona Cida olhou profundamente para o garotinho e falou que a partir de amanhã quem iria lá todas as tardes contar lindas histórias para ele seria sua filha Rita. Ao ouvir o que sua mãe acabava de falar ela teve um grande susto e falou:

    - Eu mamãe?

    - Sim você...

    - Mamãe eu não posso, eu não sei!

    - É claro que você pode e sabe ler e interpretar muito bem. Agora você terá motivos para ler seus livros mais de uma vez, pois essas crianças ficam aqui sempre sozinhas e será muito bom para elas poderem ouvir lindas histórias contadas por você.

    No dia seguinte Rita foi ao hospital e seguiu para o quarto do mesmo garotinho, porém ele já tinha recebido alta, ela ficou triste e foi saindo do quarto, porém ouviu alguém chamando:

    - Ei menina, você pode contar alguma história para mim?

    Rita virou-se e viu que no mesmo quarto havia outra garotinha internada, ela abriu um sorriso, pegou uma cadeira e começou a contar a história, ao terminar a menina ficou muito feliz e lhe agradeceu por ter tornado à tarde dela mais feliz, pois fazia muito tempo que estava internada ali e ficava muito triste sem ninguém para conversar, e aquela história tinha tornado sua vida naquele hospital mais colorida.
    Rita foi embora prometendo voltar do dia seguinte com mais uma bela história.

    Chegando em casa foi direto para sua estante de livros escolher algum deles para poder levar ao hospital do dia seguinte... Daquele dia em diante ela descobriu o quando é bom ajudar e fazer o outro feliz, e não era tão difícil fazer alguém feliz, era só compartilhar com o próximo algo que também te fazia feliz e assim todos ficavam satisfeitos.

    - Mamãe, obrigada por ter me mostrado algo de bom para fazer com minha enorme coleção de livros, estou muito feliz e fazendo muitas crianças do hospital felizes também!

    - Filha, é muito fácil fazer alguém feliz, basta querer!

    ((Crianças, leiam sempre e levem a felicidade a todos que estão a sua volta!))

    Minéia Pacheco!

    Avatar








    MINÉIA PACHECO
    Escritora



  • ANUNCIE AQUI




    PARA PENSAR

    Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas, muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão do mundo...
    (Fanny Abramovich)





    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.