• 27
    AGO

    TIMÓTEO, UM SAPINHO EM APUROS!



    (Fonte da imagem: Google!)

    Timóteo, um sapinho em apuros!

    Timóteo era um sapinho muito esperto, queria poder conhecer outros lugares, viajar! Seus pais não concordavam muito com essa ideia, para eles, o mundo fora do lago era muito perigoso para um pequeno sapinho.

    Ele não deu ouvidos aos conselhos dos seus pais e foi embora, escondido, deixando um recadinho falando que voltaria logo.

    De pulo em pulo Timóteo foi, andou por vários lugares, conheceu muitos animais...

    Chegou a uma praia e ficou na areia admirando a imensidão do mar. Enquanto admirava, vinha de longe um grupo de crianças, elas observaram aquele sapinho na praia e ficaram surpresas como ele havia chegado ali, pois lugar de sapo, não era na praia.

    Uma das crianças decidiu pegá-lo e levá-lo para outro lugar, pois ali ele logo morreria. Timóteo ficou muito assustado ao ver aquela criança se aproximando dele, tentou pular para fugir, mas não conseguiu.

    Ela o colocou em uma sacola e foram embora... Timóteo gritava dentro da sacola:

    - ME SOLTE, ME SOLTE!

    Mas de nada adiantava, a criança não o entedia. Já cansado ele parou de gritar, o tempo passou e ele adormeceu dentro da sacola... Quando acordou, teve um susto! Estava dentro de um aquário, com muitos outros sapos.

    - Agora você está seguro sapinho! (Falou a criança)

    - Seguro? Não posso ficar aqui! Tenho que voltar para a minha casa, meus pais estão me esperando.

    Então ele ouviu alguns dos sapos falando...

    - Pois eles nunca mais irão te ver, nenhum sapo até hoje conseguiu sair daqui... Claro que você também não conseguirá! (Era o sapo Douglas)

    - Eu não posso ficar aqui e não quero!

    - Ninguém quer ficar aqui, todos nós já tentamos fugir, voltar para o nosso laguinho amado, mas é impossível.

    - Porque não obedeci meus pais quando me falaram que o mundo fora do lago era muito perigoso para um sapinho como eu? Agora estou aqui preso nesse aquário com tantos outros sapos!

    - É o preço que pagamos por sermos desobedientes!

    - Minha vida não pode acabar assim, sou muito novo, não quero passar o resto dela nesse minúsculo aquário.

    - Você não pode fazer nada!

    - Eu sozinho realmente não, mas todos juntos sim!

    - Como?

    - Vamos todos juntos tentar derrubar esse aquário, vindo todos de uma só vez para frente e para trás... Entenderam?

    E assim fizeram, todos os sapos se uniram e tentaram derrubar o aquário para tentarem voltar para suas casas. Tentaram, tentaram... E depois de muitas idas e vindas o aquário enfim caiu, foi sapo pra tudo quanto é lado. Pularam muito e as crianças não conseguiram pegar nenhum deles.

    Eles saíram felizes demais, estavam livres e voltariam para suas casas, para perto de suas famílias. Agradeceram muito pela esperta ideia de Timóteo, se despediram e cada um foi para um lado.

    Timóteo pulou o máximo que podia, queria chegar logo bem pertinho dos seus pais e lhes pedir desculpas por ter saído escondido e por tê-los desobedecido. Ao chegar encontrou sua mãe muito triste próximo ao lago, ele a chamou:

    - Mamãe!

    Ela virou-se, viu e pulou para abraçá-lo!

    - Filho, quanta saudade senti de você, pensei que tivesse te acontecido alguma coisa horrível.

    - Estou bem, onde está o papai?

    - Logo ali, ele também estava muito preocupado com você!

    - Papai! (Ele gritou)

    - Meu filho, que bom que voltou!

    - Voltei sim e para nunca mais sair. Desculpem-me pela desobediência, prometo nunca mais fazer algo que não seja do agrado de vocês!

    E os três abraçaram-se felizes, estavam juntos mais uma vez e para sempre!

    MINÉIA PACHECO!

    Avatar








    MINÉIA PACHECO
    Escritora



  • ANUNCIE AQUI




    PARA PENSAR

    Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas, muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão do mundo...
    (Fanny Abramovich)





    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.