• 13
    OUT

    ZUG-ZUG, A ABELHINHA!




    (Fonte da imagem: Google!)

    Zug-Zug, a abelhinha!

    Zug-Zug era uma abelhinha brincalhona e não gostava de trabalhar. Passava seus dias a voar de flor em flor, fugindo do serviço, pois tinha preguiça em ajuda as demais abelhas.

    Certo dia a abelha rainha mandou chamá-la para conversar. Mas Zug-Zug não foi, havia esquecido. Passou o dia todo brincando e nem percebeu que à hora do encontro com a abelha rainha tinha passado.

    Furiosa com o atrevimento, a abelha rainha mandou as demais abelhas expulsar Zug-Zug da colônia.

    Ao saber de sua expulsão da colmeia, Zug-Zug ficou desesperada, para onde iria? Ela pediu clemência, mas de nada adiantou, tinha que ir embora naquele exato momento.

    - Zug-Zug, você é uma abelhinha muito preguiçosa, que não gosta de ajudar suas amigas e não cumpri suas obrigações. Não queremos alguém assim por aqui, não adianta implorar, vá embora encontrar outro lugar para ficar! - Falou a abelha rainha.

    Ela saiu muito triste a voar sem saber onde parar...

    Já cansada de tanto voar pousou em um formigueiro e uma formiguinha que passava por ali falou:

    - O que você está fazendo aqui?

    - Fui expulsa de minha colmeia, posso ficar aqui com vocês?

    - Já ouvimos falar de você, não é aquela abelhinha que não gosta de trabalhar?

    Zug-Zug não respondeu...

    - Não te queremos aqui, somos formigas que gostamos de trabalhar e aqui não há lugar para preguiça, pode ir!

    E ela então voltou a voar sem ter um destino para pousar. Do alto viu um gafanhoto sozinho e desceu... Quem sabe ele não precisasse de companhia?

    - Olá gafanhoto você está sozinho? Quer companhia?

    - O que fazes por aqui?

    - Fui expulsa de minha colmeia.

    - Já ouvi falar de você. Não preciso de sua companhia não, de preguiçoso aqui já basta eu, pode ir!

    Zug-Zug ficou muito desconsolada, o que seria dela sem lugar para ficar?

    Já estava muito tarde, então ela pousou em uma árvore e adormeceu... No dia seguinte ela acordou muito disposta e com uma grande ideia!

    - Irei eu mesma construir a minha própria colmeia, trabalharei muito, sei, mas conseguirei!

    E assim durante muitos dias e várias noites Zug-Zug trabalhou bastante e conseguiu montar sua própria colmeia, estava muito orgulhosa de si mesma. A notícia foi passando de bichinho em bichinho até que chegou ao ouvido da abelha rainha:

    - O que? Aquela abelha preguiçosa conseguiu construir sua própria colmeia, e sozinha?

    Na manhã seguinte quando Zug-Zug acordou encontrou a abelha rainha e muitas outras abelhinhas em frente a sua porta e teve um grande susto!

    - O que fazem aqui?

    - Vinhemos saber se os comentários que havíamos recebido eram verdadeiros, como você conseguiu construir tudo isso sozinha?

    - A necessidade me deu força e coragem! Depois que fui expulsa procurei lugares para ficar, mas não encontrei e então percebi que tinha que mudar, ou então, morreria sem lar, sem comida... Foi muita luta para construir tudo isso sozinha, mas consegui!

    - Estou muito orgulhosa de você, agora você aprendeu a lição!

    - Aprendi sim, temos sempre que ter muitas coragem e deixar a preguiça bem longe!

    - Agora você está pronta para voltar a nossa colônia.

    - Desculpe abelha rainha, mas prefiro ficar aqui mesmo. Foi aqui que descobrir uma nova abelhinha Zug-Zug e não quero me esquecer dela.

    - Tudo bem, faça o que achar melhor!

    - Agradeço muito!

    E Zug-Zug viveu lindos momentos em sua colmeia e aprendeu que todos são capazes, basta ter força e coragem!


    MINÉIA PACHECO

    Avatar








    MINÉIA PACHECO
    Escritora



  • ANUNCIE AQUI




    PARA PENSAR

    Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas, muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão do mundo...
    (Fanny Abramovich)





    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.