Guth, uma gotinha em apuros!



(Fonte da imagem: Google!)


Guth, uma gotinha em apuros!


Essa gotinha sempre vivia feliz entre as nuvens, até que um dia, depois de uma forte ventania, ela caiu... E foi assim que ela entrou em apuros.

Ao cair Guth foi parar em um imenso mar, perdeu-se diante de tanta água e ficou sem saber o que fazer. Percebeu alguém pegando água do mar com um balde, e foi assim que ela conseguiu sair de lá. Mas foi parar em um enorme aquário, com vários peixinhos.

Já desesperada sem saber o que fazer, chegou alguém para limpar a água do aquário e Guth desceu pelo ralo da pia, foi parar em um enorme rio, ficou por lá pensando no que fazer para sair dali. Mas ela sentiu algo lhe puxando, puxando... E foi parar na torneira de uma bela casa, cheia de crianças.

Quando ela chegou na torneira a colocaram em uma garrafa de vidro e a colocaram na geladeira, Guth sentiu muito frio, queria sair dali logo, mas como poderia? Até que alguém abriu a geladeira, pegou a garrafa e colocou água no copo e Guth foi junto, pensando ela que estaria livre. Mas a pessoa começou a beber aquela água e a gotinha Guth ficou desesperada, seria seu fim? Iriam engoli-la?

Mas por sorte, por muita sorte, a pessoa não bebeu toda a água e deixou o copo na mesa e Guth lá dentro pensando em como sair dali. Até que mais uma pessoa chega, pega o copo que Guth está dentro e joga o resto da água em um belo jarro de flor que ficava na janela da cozinha.

Guth foi sendo sugada pela terra do jarro. E agora, seria esse seu fim? Ela ficou lá no fundo do jarro, em meio às raízes, pensando em como faria para sair dali e voltar para sua querida nuvem lá no céu.

Mas como uma pequena gotinha conseguiria voltar às nuvens, sozinha?

Percebeu algo lhe sugando, seu corpinho estava sumindo... Esse era seu fim! – Pensou.

Ao acordar, depois daquele enorme susto, Guth abriu os olhos e viu que estava novamente em sua querida nuvem no céu, mas como ela foi parar lá?

Foi então que sua amiga nuvem lhe falou:

- Guth, esse é o ciclo que toda gotinha de água faz, o calor do sol fez com que você evaporasse da terra que havia no jarro e voltasse para seu lugar de origem.

- Ah, estou muito feliz em ter voltado, vivi muitos apuros lá em baixo.

- Vá se acostumando, pois essa aventura você viverá muitas vezes mais!

Mas Guth não queria pensar em outra aventura dessas por um bom tempo, só queria agora descansar em sua querida nuvem lá no céu.



MINÉIA PACHECO!


9 comentários:

  1. COITADINHA da gotinha.Ficou linda, como sempre! beijos e quanto ao blog do Neno, temporariamente( nesse fim de ano pelo menos)como meu tempo fica maisescassoi pra estar ao seu lado qdo. ele entra na internet, não posso deixá-lo sozinho por lá. Por isso,tiramos os comentários.

    Ele continuará postando,mas pelo menos está SEGURO.

    Temos que cuidar das crianças e ele tem apenas 8 aninhos,e vemos coisas horríveis por aqui,não? Quando der novamente,voltamos!

    beijos,lindo fds e obrigado.chica

    ResponderExcluir
  2. Ah, adorei essa história!
    Tenho que ler para as minhas filhas.
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
  3. Oi Minéia!
    Muito bacana a historinha para explicar o ciclo da água para a criançada :-)
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  4. Poxa veio para completar minha nova materia na sala de aula e da minha filhota, ambos 3º ano. O ciclo da agua. Como sempre amiga você show.

    ResponderExcluir
  5. Miaumiau , gosto muito das tuas histórias e como estou a fazer um sorteio onde se tem que contar uma história venho te convidar para partecipares,gostaria muito...
    Ronrons da
    Kika

    ResponderExcluir
  6. Que delícia essas histórias!!!

    Beijos
    Ana

    ResponderExcluir
  7. Oi Minéia,
    deixei um selinho para você lá no blog.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Mineia,que graça de historinha contando com leveza e muito clareza o ciclo da água!Lindo seu conto da gotinha!Gostaria de agradecer sua visita ao meu novo blog!bJS,

    ResponderExcluir
  9. Muito meiga e linda a estorinha dessa gota.
    Uma forma bem fácil de se explicar o ciclo da água.
    abração

    ResponderExcluir

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.(Antoine de Saint-Exupéry)

...Agradeço a visita e o comentário!...

Volte sempre!

Beijinhos, Minéia Pacheco

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Contos para criança ler, ouvir e sonhar! © Desenvolvido por Elaine Gaspareto