Era uma vez...

Era uma vez...


Samuel gosta muito de ganhar livros, pois ama lê-los. Sempre está com algum livro em suas mãos lendo e lendo...

- Samuel, porque você gosta de ler tantos livros? – Perguntou seu amigo Gustavo.

- A leitura nos faz viajar! – Respondeu Samuel.

- Porque em seus aniversários você só pede livros e mais livros?

- Para mim não existe diversão maior do que ler livros, pois com eles vivo grandes aventuras que nenhum outro brinquedo pode me proporcionar. Claro, que também possuo alguns brinquedos e brinco uma vez ou outra, mas o que gosto mesmo é de ler e viver as aventuras dos livros.

- Como você pode viver essas aventuras só lendo?

- Vivo essas aventuras através da imaginação.

- Queria saber imaginar como você.

- É muito fácil Gustavo, é só você ler e se concentrar na leitura.

- Mas como? Se não tenho nenhum livro?

- Você não tem nenhum livro?! Não acredito que possa existir alguma criança nesse mundo sem ter pelo menos um livro.

- Pois acredite, eu sou essa pessoa. Meus pais não se interessam pela leitura, como eu poderia me interessar?

- É verdade, os pais são os grandes incentivadores dos filhos e os filhos são os espelhos dos pais. Então irei te ajudar!

- Como?

- Irei te dar alguns livros de presente. Tenho muitos aqui que já li várias vezes e irei dá-los a você.

- Verdade?!

- Claro, depois iremos conversar muito sobre as aventuras que você viveu com eles.

- Nossa como estou feliz, sempre tive muita vontade de viver esse mundo imaginário, obrigado por me ajudar.

- Não precisa agradecer, pois toda criança precisa (e deve) viver o mundo da leitura, o mundo imaginário... Toda criança deve conhecer o que existe por trás do ERA UMA VEZ...


Autora: Minéia Pacheco


“Um país se faz com homens e livros.” (Monteiro Lobato)


18 de Abril – Dia do Livro Infantil

8 comentários:

  1. Oi querida.
    Eu consegui passar meu gosto pela leitura para meu filho mais velho, Marco Antonio.
    Infelizmente os dois menores não são interessados por leituras, só as que não conseguem fugir (indicações de professores para trabalhos escolares).
    Penso eu que seja por causa da internet, atrapalha bastante ao meu ver.
    Já o Marco Antonio foi criado sem esse mundinho virtual, então vivia a ler histórias em quadrinhos e livros infantis.
    Hoje ele ainda lê, devora livros.
    Amo isso.

    Beijos de uma deliciosa noite.

    ResponderExcluir
  2. Quando eles são docemente apresentados aos amigos livros, nunca mais os deixam e se entregam maravilhosamente.

    LINDA! beijos,ótimo dia,chica

    ResponderExcluir
  3. Lindo blog,parabéns pelos posts e criatividade como os escreve.
    Daqui distante começamos a acompanhar seus registros também.
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. A leitura nos leva por mundos desconhecidos... mundos que só existem em nossa imaginação...
    :)
    bj bj

    ResponderExcluir
  5. Oi Minéia,eu adoro ir nessas aventuras dentro de nossa imaginação !!!
    Um livro é um mundo novo!!!
    Adorei!!!
    Bjs do Neno

    ResponderExcluir
  6. Mi, a Sofia leu atentamente e adorou!

    Ela disse: Mamãe eu tenho livros rs. Vou contar pra ele rsrs.

    Adoro seu blog!

    Bjão
    Mi

    ResponderExcluir
  7. Concorda com a Chica ali em cima!
    Essa historinha preciso contar pro Lucas. Ele tem um amiguinho que se chama Samuel e vai adorar!!!!

    Mi, obrigada pelo carinho lá no blog, viu?! Adorei vc participar do sorteio! Boa sorte!!!!

    Beijão
    Ju

    ResponderExcluir
  8. Incentivar, hoje vou começar uma seção de leitura, tanto pra mim quanto pra Letícia minha filha. Vou ler alguns texto daqui pra ela. Minha princesa tem 6 anos e adora quando eu conto histórias!!

    Parabéns pelo teu canto. Lindo.

    ResponderExcluir

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.(Antoine de Saint-Exupéry)

...Agradeço a visita e o comentário!...

Volte sempre!

Beijinhos, Minéia Pacheco

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Contos para criança ler, ouvir e sonhar! © Desenvolvido por Elaine Gaspareto