• 20
    JUN

    PRESTA ATENÇÃO NA AULA MARQUINHOS!



     
    Marquinhos era muito desatento e não prestava atenção nas aulas. A professora sempre tentava chamar sua atenção para o conteúdo exposto, mas nada dele se importar!

    Ficava brincando, cantando e não dava importância para o que a professora explicava, ele sempre falava que ir a aula era uma grande chatice e que, por ele, preferia ficar em casa brincando e assistindo televisão.

    - Mas Marquinhos, temos que estudar para sermos inteligentes! – Falou Jorge, seu colega de sala.

    - Não me importo em ser inteligente, quero apenas brincar e assistir televisão.

    - As férias estão quase chegando, se você continuar com essa falta de atenção na aula vai acabar ficando em recuperação e perdendo as férias. – Falou Rita, sua colega de sala.

    Mais uma vez Marquinhos não se importou e continuou a brincar na aula, sem prestar atenção no que a professora explicava.

    O tempo passou e enfim as férias do meio do ano chegaram!

    - Crianças parabéns as férias chegaram! – Falou a professora.

    - Oba, até que fim essas aulas chatas acabaram e agora vou poder aproveitar melhor meu dia! – Falou Marquinho.

    - Desculpe Marquinho, mas você não terá férias! – Falou a professora.

    - Mas, por quê?

    - Você ficou em recuperação, conversei com seus pais e eles acharam melhor você passar as férias estudando o que não estudou quando deveria. Irei perder minhas férias também para poder ajudá-lo e para poder fazer você entender o quanto é importante prestar atenção nas aulas e estudar.

    - Não acredito que isso está acontecendo comigo!

    - Infelizmente foi você quem quis assim. Enquanto seus amigos irão curtir as férias, você irá estudar. Todos seus amigos tentaram lhe ajudar, mas você não ouviu ninguém... Então, não reclame!

    - Sou a criança mais triste do mundo...

    - Não é não... Você deveria era ficar feliz, pois não são todas as crianças que têm a sorte que você tem em ter pais, professores e amigos tão preocupados com sua educação.

    - É... Tudo bem, vocês ganharam! Irei dar o melhor de mim nessas férias e ser o melhor aluno dessa turma!

    E a turma toda levanta e aplaude Marquinhos:

    - Parabéns!!

    - Viu Marquinhos como você é querido pela turma? Sábia decisão e nós queremos é seu sucesso!

    - Obrigado professora, obrigado turma por não desistirem de mim!


    Autora Minéia Pacheco

     

    Avatar





    • Olá amiga, recordar é viver!!!
      E trem bom lembrar da época da escola e das férias melhor ainda.
      Obrigada pela visita viu.
      Adoramos o Pequeno Cidadão, A Galinha Pintadinha e a Palavra Cantada...ela se diverti mt.
      Bjs e um ótimo feriadão pra vc tbm!!

      RESPOSTA





    • Oi Minéia, que bom que agora o Marquinhos vai começar á estudar bem!!!
      Adorei!!!
      Bjs do Neno

      RESPOSTA





    • Bom dia amiga, passando pra reler e pra deixar um beijinho e que essa quarta feira seja ultra feliz!

      Adorei a mudança nas letras. Ficou uma graça!
      Obrigada pelo seu carinho sempre!

      Su.

      RESPOSTA





    • que história excelente, bem educativa... eu infelizmente tive a oportunidade de estudar já na fase adulta, a professora sempre pedia para que eu prestasse mais atenção, por vez por outra eu cochilava de cansaço do trabalho... mas sobrevivi... meus parabéns pela bela inspiração. Grande abraço.

      RESPOSTA





    • Linda essa história que acontece tanto e uns não tem a mesma sorte, solidariedade amizade que teve o Marquinho.Linda! beijos,chica

      RESPOSTA





    • Bom dia Minéia, moça querida!

      Ai ai ai, esse Marquinhos, rs, em algum momento vi tantos amigos de sala que já tive, é exatamente assim... eles acabam pegando no "tranco"...rs
      Amiga, adorei essa estórinha, uma grande lição de solidariedade a meu ver. Vou contar para o Rafa que anda meio preguiçoso, mas vai bem na escola, só que tenho feito ele "acordar" no "tranco", deve ser o frio e está perto das férias também...

      Amiga, você pode pegar o que quiser do meu cantinho!!

      Obrigada pelo carinho, viu! Estou feliz por aqui...

      Minhas florzinhas ainda estão lindinhas, sabe o que eu faço, deixo secar no sol e guardo as pétalas em uma caixinha que tenho pra isso...

      Lindo dia, e beijokas. Su.

      RESPOSTA





    • Minéia,
      essa história despertou em mim um momento nostalgico.
      Que saudades da época de escola... Era tão bom 'passar de ano direto' e planejar as férias (mesmo que fossem só planos mesmos...)!

      Um grande abraço,
      Carol :)
      http://bembemsimples.blogspot.com

      RESPOSTA





    • Minéia, ao ler a história do Marquinho, não teve como não recordar um acontecimento no dia de hoje com meu filho Marco Aurelio.
      Logo pela manhã, recebi uma ligação da escola, a diretora disse que a professora de português precisava falar comigo sobre o comportamento dele.
      Bem, como nunca deixo pra depois, lá fui eu até a escola.
      Querida, o danadinho (com 13 anos), não copia matéria, levanta toda hora e mais algumas reclamações.
      Fiquei super chateada com tudo isso.
      Quando ele chegou da escola fui conversar com ele, e não é que ele agiu como o Marquinho, disse-me que não gosta da escola e que vai estudar até o ensino médio e ponto final.
      Conversei bastante com ele, e em determinado momento ele me disse: Mama, eu só vou fazer faculdade se for de matamética, como a senhora.
      Aproveitei e alertei que pra se ser um bom professor, mesmo de matemática, precisa-se muito do português.
      Bem, espero que com o tempo ele perceba o quanto faz falta o estudo.
      Desculpe me alongar no comentário, mas quis dividir algo de parecido.

      Beijos querida.
      Tenha uma deliciosa noite.

      RESPOSTA








    MINÉIA PACHECO
    Escritora



  • ANUNCIE AQUI




    PARA PENSAR

    Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas, muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão do mundo...
    (Fanny Abramovich)





    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.