O grande cantor!



O grande cantor!


Na floresta era conhecido como Castor, o cantor. Cantava a toda hora, minuto e segundo, gostava de sempre estar afinando suas cordas vocais!

Castor amava poder cantar e agradecia sempre a DEUS, seu criador, por ter lhe dado o dom de poder levar para todos os habitantes da floresta um pouco de alegria com suas músicas. Muito dos animais que lá habitavam amavam poder ouvir os cânticos do Castor, porém como nem tudo era perfeito havia um, apenas um animal em toda a floresta, que não suportava ouvir o Castor cantar.

- Que cantorzinho mais chato, será que ele não percebe que incomoda os outros cantando tanto assim! – Falou o pássaro Nandinho.

- Pois a mim ele não incomoda de forma alguma, gosto muito de ouvi-lo cantar. Suas músicas alegram meus dias e me deixam mais feliz! – Falou a borboleta Tatá.

- Queria que ele sumisse da floresta! - Falou o pássaro Nandinho.

- Nossa Nandinho quanta maldade! Não fale assim... – Falou Tatá.

- Não consigo ter sossego, descansar em paz, pois a todo o momento Castor estar a cantar, cantar... E não suporto mais!

- Você também é um pássaro Nandinho, porque não cantas também? – Perguntou a Tatá.

Então ele olhou para os lados e bem baixinho falou...

- Não sei cantar!

E a reação da borboleta Tatá ao ouvir a resposta do Nandinho foi repetir em voz altar...

- VOCÊ NÃO SABE CANTAR??!!

E nesse momento todos os animais da floresta pararam o que estavam fazendo, inclusive Castor que nunca parava de cantar, para olharem em direção a Nandinho.

Então a Tatá continuou a falar:

- Como assim você não sabe cantar? Todos os pássaros cantam!

- Menos eu!

- Então é por isso que você tem tanta raiva de ouvir o Castor cantar, por que ele canta e você não?

Mas Nandinho nada falou...

Castor desceu do galho da árvore, voou para próximo de Nandinho e falou:

- Deus presenteou praticamente todos os pássaros com o dom de poder cantar, esse dom também está aí adormecido dentro de você. O seu único problema é estar incomodado demais com a vida dos outros animais. Pare de reclamar um pouco dos outros e vá praticar seus cantos por aí!

Nandinho parou e refletiu sobre o que acaba de ouvir. E percebeu que tudo que o Castor falou era verdade e pela primeira vez ele também foi tentar cantar, de princípio nada saiu, mas ele continuou a tentar e tentou, tentou...

Castor voltou ao topo da árvore e cantou, cantou...

Nandinho deixou de se incomodar com a vida do Castor, olhou mais para a sua vida e conseguiu, depois de muito tentar, cantar tão bem quanto o Castor.


Minéia Pacheco

8 comentários:

  1. E assim todos deviam aprender a cuidar mais de SUAS vidas ,não?]


    Linda lição e história!!Adorei!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Garota! que história deliciosa...e muito boa para nós adultos...rs.
    Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  3. que bom que Nandinho aprendeu a liçao

    beijo do joao

    ResponderExcluir
  4. Ai Mineia,que graça de história infantil!Ao invés de invejar, trabalhe e consiga cantar tb!...rss...linda msg!Bjs,

    ResponderExcluir
  5. Perfeito, Minéia!

    É uma história pra crianças, mas tem muito adulto que precisaria aprender essa lição também!... rss

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  6. Amiga,meu amiguinho Tigre está participando do concurso Esconde esconde no blog da Kika,preciso de seu votinho na fotinha dele é a do NÚMERO 47 e este é o link :
    http://kikaeassuasideias.blogspot.com/
    A reginha para votar: A reginha para votar: 1º-Ser seguidor do blog da kika 2º-Deixar no comentário que vota no Tigre nº47 Se fugir as regrinhas o voto não é valido, Se fugir as regrinhas o voto não é valido, Muito grata!Beijos de luz!

    ResponderExcluir
  7. Olá...adorei a sua hitória....Adorei o seu blog..temvárias hitorinhas pra eu contar pra minha filha..
    bjo e muito sucesso.

    ResponderExcluir
  8. Olá Minéia Pacheco devo te parabenizar pelos contos. São lindos, meus alunos adoraram as histórias. Te enviarei alguns trabalhos que fiz em sala de aula. Obrigada por existir!!!!!!!! <3 . Um grande abraço meu e dos meus queridos alunos do 2º ano do ensino fundamental da Escola Jarcy Araci de Mattos de Cristais Paulista - SP

    ResponderExcluir

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.(Antoine de Saint-Exupéry)

...Agradeço a visita e o comentário!...

Volte sempre!

Beijinhos, Minéia Pacheco

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Contos para criança ler, ouvir e sonhar! © Desenvolvido por Elaine Gaspareto