• 24
    OUT

    ACHOU, MAS NÃO É SEU!



     
    - Mamãe, achei na escola esse lindo carrinho e agora ele é meu!
     
    Foi a primeira coisa que Pedro falou assim que chegou em casa, estava eufórico com seu novo brinquedo. Sua mãe ao lhe ouvir falar, parou tudo que estava fazendo e foi ao encontro de seu filho e falou:
     
    - Como?!
     
    - Achei esse lindo carrinho na escola.
     
    - Filho, esse carrinho deve ser de alguns dos seus amigos, você não pode achar as coisas por aí e falar que é sua. Tem que procurar o verdadeiro dono.
     
    - Mas mamãe, ele estava por lá, totalmente esquecido.
     
    - Imagine se você perdesse seu carrinho por aí, e alguém o encontrasse e ficasse com ele?
     
    - Iria chorar muito!
     
    - Pois então, será que alguém não deve estar chorando agora porque não achou o carrinho e teve que ir para casa sem ele?
     
    - Será mamãe?
     
    - Claro que sim filho, não devemos JAMAIS achar alguma coisa e dizer que é nossa, por que com certeza deve ter algum dono louquinho para encontrar o que perdeu.
     
    - E agora mamãe? Já está anoitecendo, como iremos fazer para encontrar o verdadeiro dono do carrinho?
     
    - Só amanhã agora filho...
     
    - Estou muito triste, fiz algo muito feio, não foi mamãe?
     
    - Não precisa ficar triste filho, nunca é tarde para fazer a coisa certa.
     
    E no dia seguinte, Pedro levou o carrinho para a escola, como todos seus amigos já haviam chegado ele tirou o carrinho da bolsa e perguntou:
     
    - Esse carrinho é de algum de vocês?
     
    Daniel logo levantou as mãos e falou:
     
    - É meu sim Pedro, chorei a noite toda por que tinha esquecido ele aqui na escola, obrigado meu amigo.
     
    Pedro se sentiu muito bem, ficou muito feliz em ver o amigo feliz também e decidiu que nunca mais levaria para casa algo que não lhe pertencia, pois devemos sempre agir corretamente para nos sentirmos bem!
     
     
    Autora Minéia Pacheco

    Avatar





    • Bom dia Minéia!
      Suas estórias tem sempre um aprendizado e mensagem muito positivas.
      Adorei!
      Abração com carinho

      RESPOSTA





    • Que suave a nova aparência!!! Sou uma seguidora desnaturada... fiquei ausente um tempo e agora estou voltando, quando te vi na Chica vim correndo... minha filha é sua fã... A Livia...

      Vou aparecer mais!

      bjsMeus
      Catita


      RESPOSTA





    • Gostei de conhecer seu blog,minha filha de 8 anos ama ler as historinhas,essa do Pedro ela já pos em prática outro dia.Obrigada.
      Ivone ivonels-@live.com

      RESPOSTA





    • Mineia,que amor de história e ensina a não ficar com coisas que não são suas!Belo gesto do Pedro!bjs,

      RESPOSTA





    • Adorei!!!!
      Que bom que Pedro fez a coisa certa!!!
      Bjs do Neno

      RESPOSTA





    • A mãe de Pedro soube muito bem orientar seu filho.Não devemos pegar o que não nos pertence!
      Bjs
      Pedro e Amara

      RESPOSTA





    • Minéia, amei conhecer seu blog e ler seus contos, já favoritei para minha filha ler sempre. Um abraço.
      Suzana Borges

      RESPOSTA





    • Linda lição essa através de sua história Minéia.
      É desde pequeno que se deve aprender que o que não é nosso tem que ser entregue ao dono.
      Se todos fossem educados assim, o mundo não estaria nesse caos todo.

      Beijos com carinho.

      Ahhhh, tem um mimo pro teu cantinho lá no Rabiscos Infantis, tá bom?
      Com muito carinho que te ofereço.

      RESPOSTA





    • Pedro conseguiu terminar bem ao devolver para Daniel. LInda lição aqui!! beijos,tudo de bom,chica

      RESPOSTA








    MINÉIA PACHECO
    Escritora



  • ANUNCIE AQUI




    PARA PENSAR

    Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas, muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão do mundo...
    (Fanny Abramovich)





    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.