• 16
    NOV

    O MUNDO ENCANTADO DE GLORINHA!



     
     
     
      Já cansada de viver as mesmas coisas todos os dias, Glorinha, com sua imaginação sem fim resolveu criar um novo mundo, um mundo todo seu, e resolveu chama-lo de: - O mundo encantado de Glorinha!
     
      Em seu mundo ela tinha deixado de ser menina e se tornado numa bela fada, sua casa era um lindo jardim, o sol estava sempre sorrindo para ela e as flores tinha cheirinho de abacaxi. Glorinha amava voar com as borboletas e em seu mundo ela poderia fazer tudo que sempre sonhava fazer pular, cantar e gritar... Sem ninguém por perto para reclamar.
     
      Glorinha comia o que queria, no café da manhã uma bela pizza, no almoço pipoca doce e no jantar batata frita até enjoar. Estava feliz e radiante em um mundinho todo seu, que mais havia de querer? Ali ela era livre, ali ela tinha tudo que queria e não tinha que dar satisfação para ninguém.
     
      Voltou a voar com as borboletas, voltou a cheirar as flores, voltou a sorrir para o sol e sentiu um vazio, por um momento pensou em voltar ao seu mundo normal, era feliz em seu mundo encantado, um sonho para qualquer criança entediada com o dia a dia, mas liberdade demais, à s vezes cansa!
     
      E em um picar de olhos voltou ao seu quarto, a sua casa, para sua família! Estava feliz, e sabia que seu mundo encantado sempre estaria lá, a sua espera, e claro que ela voltaria para lá ainda muitas vezes, pois no mundo da imaginação todos podemos ir e vir à vontade e não custa nada, pois o mais importante é saber imaginar!
     
     
    Autora Minéia Pacheco

    Avatar





    • Minéia,amo muito todas as suas histórias, nunca vi uma pessoa com tanta inspiração para isso.! Você é a melhor escritora online que já vi, que Deus continue te abençoando cada dia mais e mais e te dando cada dia mais e mais inspiração para criar novas histórias e muitas histórias, amo muito suas histórias, e venho acompanhando algumas, amoooooo muito,que Deus te abençoe sempre, milhões de bjs 😘 no seu ♥ coração! Continue sendo assim essa escritora maravilhosa, bjs! 😘♥
      Mariana.♥

      RESPOSTA





    • Mineia amo suas histórias

      RESPOSTA





    • Adorei a história para trabalhar na sala do Jardim!!
      vou contar para meus alunos depois eu venho contar o resultado
      abraços

      RESPOSTA





    • Minéia,é bom ser criança e entrar nesse mundo da imaginação!

      Pedrinho, adorou os livrinhos!Eu também amei!!
      Depois que ele ler voltamos para contar!
      Com carinho
      Pedro e Amara

      RESPOSTA





    • Ai Mineia,que graça essa Glorinha e seu mundo da imaginação!Eu adorei brincar com ela tb!...rss...bjs e boa semana!

      RESPOSTA





    • minha escritora mais linda! Quantas novidades por aqui, puxa quanto perdi... Amei o conto e esse mundo seria tão melhor... adorei! Muitas saudades de ti, por aqui muito trabalho... Não me esqueço de ti, e sempre que consigo venho te ver. Hoje estou conseguindo visitar alguns amigos e fiquei muito feliz em ver a belezura que está tudo por aqui, um verdadeiro encanto.

      Beijos no coração.
      Su.

      RESPOSTA





    • E todos nós podemos ter um mundo assim...Basta imaginar. Linda história e legal o mundo que ela criou!! beijos,chica

      RESPOSTA





    • Bom dia moça!
      Adorei seu conto.
      Um feliz fim de semana para ti.
      abração com carinho

      RESPOSTA








    MINÉIA PACHECO
    Escritora



  • ANUNCIE AQUI




    PARA PENSAR

    Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas, muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão do mundo...
    (Fanny Abramovich)





    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.