• 29
    MAR

    A PÁSCOA ESTÁ CHEGANDO!




     
    - Nossa, nem acredito que a Páscoa enfim está chegando! - Falou Carlinhos.
     
    - Também estou louquinho que chegue logo! - Falou Débora.
     
    Eram cinco amigos que moravam na mesma rua, todos os dias se encontravam na praça próxima a casa deles para brincarem, conversarem e se divertirem muito juntos. Tinham a mesma idade, mas não o mesmo pensamento. Dentre todos Aninha se destaca, pois ela sempre pensava diferente dos outros, não concordava com muitas coisas que ouvia seus amigos falarem. E ao ouvir Carlinhos e Débora falando sobre a chegada da Páscoa ela perguntou:
     
    - Por que vocês estão tão animados com a chegada da Páscoa?
     
    - Lá vem você novamente Aninha! - Falou Joaquim.
     
    - Só fiz uma pergunta! - Ela falou.
     
    - É claro que estamos felizes por conta dos deliciosos ovos de Páscoa que já ganhamos e que iremos ganhar ainda. - Falou Ricardo.
     
    - Ganhei um enorme este ano dos meus pais... Humm, não vejo a hora de abri-lo. - Falou Débora.
     
    - Este ano ganhei ovos da Páscoa de vários tios, dos meus avós, nem tenho onde colocar mais ovos, a casa está lotada! - Falou Carlinhos.
     
    - Imaginei que vocês estavam animados com a Páscoa só por conta dos ovos de chocolate. Quanto consumismo em uma data dedicada para rezarmos e pensarmos em nossos defeitos, nossas falhas e tentar sermos melhores e ajudar nosso próximo, pois é isso que agrada a Deus. Não essa ganância por ovos de chocolate!
     
    - Por acaso você não ganhou nenhum ovinho de Páscoa Aninha? - Perguntou Débora.
     
    - Ganhei sim!
     
    - Ahhh, e está nos criticando por quê? - Perguntou Ricardo.
     
    - Ganhei ovos da Páscoa sim, mas não é sobre isso que quero falar. Não há problemas em ganhar ovos da páscoa ou comê-los. Mas infelizmente muitas crianças, como vocês, ficam felizes com a chegada da Páscoa só para ganhar e comer ovos de chocolate.  A Páscoa é muito mais que isso, ela nos faz relembrar a morte e ressurreição de Jesus Cristo.
     
    - Mas nós sabemos disso! - Falou Joaquim.
     
    - Sabem? Mas agem como se não soubessem!
     
    - O que devemos fazer então? - Perguntou Débora.
     
    - Devemos falar menos de chocolates e mais de Jesus. Devemos pensar menos em nós e mais no próximo. Ganhei muito ovos de Páscoa esse ano, assim como vocês, mas escolhi um para mim e darei os outros para quem não ganhará nenhum. Aqui mesmo nesta praça sei de várias crianças que nem sonham em ganhar algum ovo da páscoa.
     
    - Realmente, você está certa e irei fazer isso também! - Falou Joaquim.
     
    - Eu também farei, perto da minha casa tem uma senhora que mora sozinha há um bom tempo, irei lá presenteá-la com um dos ovos de chocolate que ganhei, acredito que ela ficará feliz. - Falou Carlinhos.
     
    - Quando vou à missa com meus pais sempre encontro um garotinho lá, ele é de uma família muito humilde, darei um ovo de chocolate para ele, com certeza a sua Páscoa será mais feliz e doce. - Falou Ricardo.
     
    - Obrigada por abrir nossos olhos, nossos corações e nos fazer perceber que a Páscoa não é só chocolates, é se redescobrir e fazer o bem para nosso próximo. - Falou Débora.
     
    - Fico feliz em ver que tenham aprendido meus amigos, e que essas nossas atitudes não sejam apenas em datas comemorativas, que elas durem para sempre, porque fazer o bem para o nosso próximo, para aqueles que realmente precisam de nós é a forma mais fácil de sermos felizes também.
     
    E aquela turminha aprendeu que a Páscoa, muito antes de ovos de chocolates é a passagem da morte e ressurreição de Jesus Cristo, e que Ele passou por tudo isso para nosso bem, pensando em nós! E nada mais justo do que fazer a mesma coisa pelo próximo, amando-o como Jesus nos amou e ama muito!
     
     
    Uma maravilhosa e abençoada Páscoa para você!
     
     
    Autora Minéia Pacheco

    Avatar








    MINÉIA PACHECO
    Escritora



  • ANUNCIE AQUI




    PARA PENSAR

    Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas, muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão do mundo...
    (Fanny Abramovich)





    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.