• 19
    AGO

    FOLCLORE BRASILEIRO!


     
    Imagem encontrada AQUI!
     
    Em minha escola todo ano é assim, temos uma semana inteirinha para falar sobre o folclore brasileiro e para ser bem sincero, esta é a melhor semana do ano escolar para mim, pois amo poder relembrar todos os seres fantásticos que fazem esta data ficar tão especial e mágica assim. Amo as lendas do saci-pererê, do boto rosa, da iara, do curupira, do lobisomem, claro que tenho medo de alguns, mas aí lembro que são lendas e lendas são lendas, não fazem parte da realidade e não existem.
     
    As brincadeiras folclóricas são sempre um sucesso, eu e meus amigos brincamos muito de ioiô, peteca, corda, esconde-escondee tantas outras brincadeiras que as professoras organizam sempre na semana do folclore, bom seriam se todos os dias na escola fossem assim, repletos de brincadeiras e cantigas de roda, sempre depois de brincarmos a professora nos reúne em uma enorme roda e sentados no chão começamos a cantar essas cantigas que fazem parte do nosso folclore, minhas preferidas são marcha-soldado, Terezinha de Jesus, sapo cururu, boi da cara preta e claro que ciranda-cirandinha. É tão bom e me sinto tão feliz cantado junto aos meus amigos!
     
    Tem dias em que elas, as professoras, fazem um joguinho de adivinhações conosco, confesso que não sou muito bom em adivinhas, mas teve uma que eu acertei, foi bem assim: O que é, o que é? Bebe leite, mas não bebe café. Fica no telhado, mas não é chaminé? Nessa fui o primeiro a levantar a mão e sem pensar duas vezes falei: - É o gato! Acertei e todos bateram palmas para mim, ah como amo a semana do folclore!  
     
    Nos trava línguas quanto mais treino mais enrolo a língua, não é fácil, mas é muito engraçado ver todos meus amigos e até mesmo as professoras enrolando a língua tentando acertar os trava línguas, a diversão é garantida!  Hoje treinamos esse: - O tempo perguntou ao tempo, quando tempo o tempo tem, o tempo respondeu ao tempo, que não tinha tempo, de ver quanto tempo, o tempo tem. Enrola mesmo a língua, não é?
     
    Queria que esta semana nunca terminasse e que pudéssemos sempre reviver a magia do folclore brasileiro, mas infelizmente só terei outra dessa no próximo ano e enquanto essa não termina vou aproveitar ao máximo e com certeza aprender muita coisa nova sobre o nosso folclore, semana tão boa assim... Ainda está para existir!
     

    Autora: Minéia Pacheco
     
     
    Outros contos sobre o Folclore:
     
     
     
     
     

    Avatar








    MINÉIA PACHECO
    Escritora



  • ANUNCIE AQUI




    PARA PENSAR

    Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas, muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão do mundo...
    (Fanny Abramovich)





    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.