• 08
    ABR

    O GOL DE MURILO!


     
     
    - Não quero ir ao treino de futebol hoje mamãe.
     
    - Por que filho?
     
    - Queria tanto fazer um gol, mas não consigo, por isso não quero ir mais!
     
    - Mas filho, não desista, pois quando você menos esperar sua hora vai chegar.
     
    Murilo foi ao treino naquele dia, mas não teve sucesso e não fez nenhum gol e isso o deixou ainda mais triste.
     
    - Falei para a senhora que não queria ir.
     
    - Não desista, como já falei, sua hora vai chegar é só ter calma e concentração nos jogos.
     
    - Não quero ir mais, nunca mais e estou falando sério!
     
    - Você sempre quis jogar futebol, não me deixou em paz até eu te matricular em uma escolinha e na primeira dificuldade quer desistir? Mas não vai mesmo, fazendo gol ou não você irá até o fim na escolinha.
     
    - Mas mamãe, meus colegas ficam rindo de mim porque nunca fiz um gol.
     
    - Não se preocupe com seus colegas, mostre a eles que você é capaz, eu acredito em você!
     
    - Mas não é tão fácil assim.
     
    - É sim, faça os treinos com mais tranquilidade, não fique tão aperreado por não fazer os gols, na hora certa, ele acontecerá.
     
    Murilo continuou indo aos treinos e nada de fazer gols, mas seguiu os conselhos da sua mãe e não mais se importou com as brincadeiras chatas dos seus amigos e nem ligou mais em querer tanto fazer um gol, apenas aproveitou da melhor forma possível seus treinos de futebol e se divertia muito nas aulas.
     
    - Sabe mamãe, depois daquela nossa conversa descobri que ficar preocupado querendo fazer um gol estava me tirando a alegria de treinar futebol, não estou nem mais me importando em fazer um gol.
     
    - Muito bem filho, que bom que você aprendeu tudo que te falei.
     
    O tempo passou...
     
    - Filho hoje irei assistir suas aulas de futebol.
     
    - Que bom mamãe, então vamos que já esta na hora.
     
    A mãe sentou e ficou a observar seu filho no jogo, naquele dia ele não teria treino e sim uma pequena partida de futebol, ela ficou lá, sentadinha, olhando seu filho jogando e para ela, ele era o melhor. Percebeu que o filho estava de frente para o goleiro com a bola nos pés e então ela deu um grande grito:
     
    - Chuta forte filho!!!
     
    E ele chutou e fez um lindo gol, um maravilhoso gol que a mãe ficou feliz da vida pulando e gritando de alegria, o filho depois daquele golaço correu até a mãe e lhe deu um forte abraço, um super beijo e falou:
     
    - Obrigado por não me fazer desistir mamãe, te amo!
     
    A mãe ficou feliz e com lágrimas nos olhos.
     
    Aquele jogo nunca mais saiu da memória do filho, pois ele enfim conseguiu seu tão sonhado gol e nem saiu também da memória da mãe, pois ela guardou para sempre aquele momento em seu coração!
     
     
    ***************************
     
    P.S: Este conto dedico especialmente a pessoa que me inspirou a cria-lo, meu filho. Pois como Murilo ele sempre sonhou em fazer um gol em seus treinos de futsal, e o gol surgiu quando ele menos esperou, assim como o do Murilo no conto. E qualquer semelhança com a reação da mãe do Murilo com a minha, não é mera coincidência!
     

    Autora Minéia Pacheco

    Avatar








    MINÉIA PACHECO
    Escritora



  • ANUNCIE AQUI




    PARA PENSAR

    Ah, como é importante para a formação de qualquer criança ouvir muitas, muitas histórias... Escutá-las é o início da aprendizagem para ser um leitor, e ser leitor é ter um caminho absolutamente infinito de descoberta e de compreensão do mundo...
    (Fanny Abramovich)





    Copiar essas ideias sem a permissão do autor é crime, pois isso configura uma forma de roubo e roubar ideias é plágio, e plágio é crime. Art. 184 – Código Penal

    © Copyright 2017 - Minéia pacheco. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, ou usado, exceto com a permissão prévia por escritor.