O peixe que queria voar!



- Não, não, não! Não aguento mais essa vida. Todo dia a mesma coisa, nado para lá, nado para cá. Não aguento! O tempo todo dentro dessa água, desse mar... Quero fazer algo diferente! Quero voar... Preciso voar!

Reclamava o dia inteiro o peixe, seus amigos já não aguentavam mais e falavam:

- Como pode querer voar, peixes não voam!

- Peixes normais não voam, mais eu irei voar sim! – Falava determinado.

Então ele começou a praticar, de início tentava dar pequenos saltos, mas não teve grande sucesso, praticamente não saia do lugar.

- Mas olhem que peixe bobo, quem já viu peixe voar! – Falavam os demais peixes.

Mas ele não dava ouvidos as piadinhas dos outros peixes, isso não iria tirar o seu desejo e sonho de poder voar.

E ele ficava cada vez mais motivado, treinava dia e noite, o tempo todo sem parar! Sua determinação era contagiante.

- Esse peixe é meio maluquinho em querer voar, mas a força de vontade dele é incrível de se ver. – Falou um outro peixe que observava tudo de longe.

E ele não parou, quanto mais errava, mais se esforçava...

- Um dia eu consigo, não irei desistir! – Ele falava.

Passaram-se meses, e o máximo que ele conseguia era dar pequenos saltos fora d´água.

- Desiste! Peixes não foram feitos para voar, você não irá conseguir! – Falavam para ele.

E ele já estava ficando triste e pensava...

- Irei desistir, que ideia boba essa minha de querer voar, peixes não voam!

Aquela não foi uma noite feliz, ele foi dormir muito triste e sem esperança de um dia realizar seu sonho.

- Não desista amigo, você já esta bem perto de realizar seu sonho! – Alguém falou com ele.

- Mas peixes não voam, todos os dias me falam isso. – Ele respondeu.

- Porém você não é um peixe igual a eles, você é especial, e você irá conseguir!

Essa conversa deixou o peixe bastante motivado e no outro dia logo cedo ele voltou a treinar ainda mais determinado.

- Olhem lá, o bobão voltou com aquela esperança de poder voar! – Riam os demais peixes.

- Irei mostrar a vocês quem é o bobão! – Ele falou.

E em um belo salto, como em um passe de mágica, o peixe conseguiu realizar o que ele tanto desejava, ele conseguiu voar!

E foi um voou lindo, incrível, inesquecível, que deixou os demais peixes abismados, fascinados e admirados.

Quando ele voltou, todos foram atrás dele:

- Como você conseguiu voar, foi incrível!? – Perguntaram.

- Primeiro usei a determinação, e depois um amigo muito querido me deu uma forcinha ontem a noite.

- Que amigo? – Perguntaram curiosos.

- O nome dele é Sonho, e sem a ajuda dele não realizaria esse desejo, essa vontade que tinha de voar!


Minéia Pacheco

6 comentários:

  1. Um amor, como sempre tuas historinhas!Adorei! Agora tu tens a Beatriz e eu a Marina pra contar,rs bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Que linda história! Desistir jamais! Bjs menina!

    ResponderExcluir
  3. Como sempre muito bom ler teu conto

    ResponderExcluir
  4. Ne minha filha amou e isso ai,desistir jamais.

    ResponderExcluir
  5. Linda historia, meus filhos adoraram! Obrigada

    ResponderExcluir
  6. Amei suas histórias muito lindas e voltada para os pequenos. Bjos.

    ResponderExcluir

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.(Antoine de Saint-Exupéry)

...Agradeço a visita e o comentário!...

Volte sempre!

Beijinhos, Minéia Pacheco

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Contos para criança ler, ouvir e sonhar! © Desenvolvido por Elaine Gaspareto