Uma coruja muito esperta!



Uma coruja muito esperta!




Na floresta todos procuravam a esperta coruja para solucionar seus problemas, a todo o momento ela recebia visitas em sua casa e sempre estava disposta para esclarecer as dúvidas de seus amigos da floresta.

Ela amava ser procurada pelos amigos e não tinha nem tempo para descansar, mas não se importava, queria mesmo era poder ajudar os amigos e a cada vez que ela os ajudava, mais ela aprendia também!

D. Coruja tinha uma enorme biblioteca em sua casa com vários livros de todos os tipos e de diversos assustos, ela lia sempre que tinha um tempinho e gostava de se atualizar e aprender cada vez mais!

Certa vez uma pequena corujinha chegou na casa de Dona Coruja e ficou impressionada com a quantidade de livros que ela tinha e falou:

- Nossa Dona coruja, quantos livros a senhora tem!

- Olá pequena corujinha, tenho que me atualizar sempre e ler muito para poder ajudar aqueles que precisam de mim.

- Sabe, quando crescer quero ser igual a senhora, muito inteligente, esperta e ajudar muitos outros animais também!

- Você pode ser o que desejar, basta se esforçar e estudar muito!

- Mas não sei se conseguirei ler tantos livros como a senhora.

- Vou te contar um segredinho pequena corujinha, quando lemos o primeiro livro não conseguimos parar mais!

- Sério?

- É a mais pura verdade, eles nos fazem voar e imaginar coisas incríveis!

- Se eu pudesse começaria a ler um livro hoje mesmo.

- E porque você não pode?

- Porque na floresta não existe nenhuma biblioteca.

- Tive uma ideia! O que você acha de vim aqui todos os dias e ler alguns dos meus livros?

- Posso mesmo D. Coruja?

- Claro que pode, você aceita meu convite?

- Claro que sim!

No outro dia logo cedo a pequena corujinha estava na porta de D. Coruja para começar a ler os livros. Então a notícia foi espalhando-se pela floresta e vários outros animais também queriam ler os livros da D. Coruja, todos queriam ser inteligentes e espertos assim como ela.

Dona Coruja ficou feliz, muito mais feliz do que já era, pois descobriu que podia ajudar aqueles animais muito mais do que apenas resolvendo os problemas deles, poderia dar um mundo repleto de leitura e conhecimento.

E agora que a casa de Dona Coruja ficava repleta de amigos mesmo! Ela construiu uma ampla salinha onde colocou muitas mesas, cadeiras e várias estantes com seus livros, os animais chegavam lá, escolhiam o livro do dia, sentavam-se e começavam a ler, não tinham hora para sair, podiam ler a vontade.

O tempo foi passando, os anos também e a Dona Coruja já muito velhinha decidiu procurar alguém para lhe substituir e sabem quem ela encontrou? Isso mesmo, a pequena corujinha que agora já não era tão pequena. Ela tinha adquirido muita experiência e sabedoria ao longo dos anos e já era capaz de ficar no lugar da Dona Coruja.

- Como assim D. Coruja, eu lhe substituir? Não sou capaz! – A corujinha falou.

- É capaz sim, durante todos esses anos você leu cada livro da minha biblioteca
várias vezes, você adquiriu muito conhecimento e se tornou capaz de ocupar o meu lugar. Como te falei há muitos anos atrás, quando realmente queremos alguma coisa e lutamos por ela, no final nós conseguimos!

- Hoje é o dia mais feliz da minha vida, realizei meu sonho! Obrigado por sempre acreditar em mim.

- Eu é que agradeço por todos seus esforços durante todos esses anos, pois agora posso ter um descanso tranquilo, pois sei que meu lugar estará muito bem ocupado!

E ambas abraçaram-se!


Minéia Pacheco

11 comentários:

  1. Que maravilha dona coruja realizou naquela floresta!Uma bênção!Muito linda!!bjs

    ResponderExcluir
  2. Peguei saindo do forno...Que coisa boa essa corujinha que gostava tanto de ler e teve a chance dada pela coruja. Lindo!

    Aqui em casa tenho um coujinha assim.

    Tem sua biblioteca e ao emprestar ao Gui, cobra devolução, faz carimbos, tudo mais. Tudo organizado por ele mesmo com etiquetas. Uma beleza de ver.

    No colégio, usa ainda a biblioteca de lá, por conta dele mesmo. Vale muito !

    Adorei! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Oi Minéia,
    mais uma história belíssima que vou ler para a Sofia.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Minéia, adorei, muito linda a histórinha e que exemplo de confiança e solidariedade. Queria levar essa corujinha lá pra perto da minha escola... nossa, seria tão bom ter alguém assim por aqui... Incentivar a comunidade a ler para os filhos, para eles mesmos... Acho que você semeou um "sementinha" na minha cabeça!!! Beijos, Su!

    ResponderExcluir
  5. Minéia,que conto mais lindo da Dona Coruja!Uma graça essa corujinha e seu desejo de aprender!Adorei o incentivo a leitura que existe na história e a amizade entre as duas!Muito lindo final!Bjs,

    ResponderExcluir
  6. Que lindo,Minéia.Gosto também muito de ler! bjs do neno

    ResponderExcluir
  7. Oi,Mineia adoro suas histórias e gostaria de saber como posso fazer para t~e-las para utilizar em sala de aula,eles estão aprendendo a ler e suas histórinhas são lindas.Bjs e parabéns pela criatividade

    ResponderExcluir
  8. Minéia, voltei para reler a historinha dessa simpática corujinha, e para agredecer seu carinho lá no meu cantinho. O dia da família seria perfeito, muito mais amplo e caberia todo mundo também. Já guardei a idéia. Beijosss e um lindo dia de sol quentinho e céu azul aqui de Pira pra vocês aí! Beijos, Su!

    ResponderExcluir
  9. Passei para reler sua linda história e agradecer seu carinho!Precisa postar qualquer dia lá no Recanto uma historinha dessas com seu livro!Bjs,

    ResponderExcluir
  10. Ah é sempre muito fofo aqui! Beijo, beijo
    She

    ResponderExcluir
  11. Nossa Minéia, adorei essa história ! Irei ler para meus filhos e com certeza ela vai ser passada de geração em geração para que todos da minha família possa conhecê-la. Esse conto é bom, pois é divertido e não é nada cansativo, o que facilita o entendimento da criança. Continue assim, realizando esses contos maravilhosos. Um beijo !

    ResponderExcluir

Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.(Antoine de Saint-Exupéry)

...Agradeço a visita e o comentário!...

Volte sempre!

Beijinhos, Minéia Pacheco

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Contos para criança ler, ouvir e sonhar! © Desenvolvido por Elaine Gaspareto